Ocorreu um erro neste dispositivo

quinta-feira, fevereiro 16, 2017

Sobre a velocidade das ovelhas do Neolítico e o rinoceronte na corte Portuguesa


Dois trabalhos recentemente publicados sobre mamíferos chamaram-nos a atenção e têm a haver com Portugal:


As ovelhas (Ovis) chegaram a Portugal no milénio VI a.c., pois os vestígios descobertos em Lameiras, Sintra, foram datados de 5450 a.c. (Neolítico). Este artigo intitulado "A Velocidade de Ovis[...]" assinado por Simon Davis e Teresa Simões não aborda a velocidade de corrida das ovelhas mas a sua velocidade de dispersão (1.6 km por ano), vindas da Ásia até Portugal. O artigo também ajuda a distinguir ossos de cabra e ovelha.


Davis, S. and Simões, T., 2016. The velocity of Ovis in prehistoric times: the sheep bones from early Neolithic Lameiras, Sintra, Portugal. O Neolítico em Portugal antes do Horizonte 2020: Perspectivas em debate2, pp.51-66. 
http://repositorio.ul.pt/bitstream/10451/25678/1/2016-Sheep-Velocity-Monografia2_AAP.pdf



Famosa ilustração do rinoceronte oferecido ao Papa por Portugal, ilustrado por A.Dürer


Juan Pimentel publicou o livro The Rhinoceros and the Megatherium que relata o famoso caso, de 1515, quando um rinoceronte indiano foi oferecido pelo rei de Portugal, Manuel I, como presente ao Papa Leão X. O rinoceronte morreu quando o barco em que era transportado naufragou, próximo a costa da Itália, a princípios de 1516.

Pimentel, Juan. The Rhinoceros and the Megatherium. Harvard University Press, 2017.

Sem comentários: